Macri prega união, mas ataca herança kirchnerista ao assumir presidência

Novo Presidente argentino diz que será um governante que admitirá erros, não será personalista, atacará a corrupção e respeitará a independência dos Poderes

ESTADO DE SÃO PAULO - 11 Dez 2015 - Pág. A13 - ESTADO DE SÃO PAULO

Para visualizar o artigo clique aqui

Mais por este Autor:
Artigos Relacionados: