A pretensa desestabilização do Governo Bolsonaro pelas forças opositoras

*Reynaldo De Biasi Silva Rocha

Com naturalidade, observamos a movimentação de seguidores da ideologia vencida, que busca desestruturar o novo Governo, símbolo de um Brasil conservador determinado a restaurar a moral nacional, e a impor a nova imagem de um País respeitado.
A mídia insiste em afirmar que “governar não é twittar”, e que a imprensa tradicional é que deve formar opiniões. Acontece que ela perdeu a confiança da população, por apresentar a maioria dos fatos apenas pelo viés esquerdista, o que projeta as redes sociais como caminho correto para ligar o Governo ao povo.
 
A mídia tradicional está vendida ao Governo Mundial, que utiliza o Comunismo, um dos seus braços, para destruir a família e assim enfraquecer a Nação, objetivando estabelecer na Sulamérica um governo único, de linha marxista. 
 
Por que afirmamos que o Comunismo é um tentáculo do Governo Mundial? 
Pela simples razão que ele não é combatido ou denunciado pela imprensa acima, constituin
do-se em uma tropa de choque da citada entidade supranacional, juntamente na atualidade com o Islamismo, religião que mantém seus adeptos rigidamente submetidos aos seus dogmas, e que desse modo ambos facilitam o domínio do povo para provocar a eliminação das fronteiras dos Estados. 
 
Respeitosamente, queremos oferecer ao Presidente e sua valorosa e capacitada equipe algumas sugestões:
    • continuar contactando os brasileiros  através das redes sociais, que julgam os fatos com independência e cuja visão converge para a verdade;
    • exprimir  opiniões,  seguindo  estritamente o  que pensa  o Presidente,  preservando assim a  Unidade  de Comando;
    • amadurecer  a  abrangência do projeto da  Previdência,  para  quando  apresentá-lo  ao  Congresso, ser o mais justo possível, e;
    • congregar os Partidos aliados para que unam forças na defesa do Governo e no atingimento de seus objetivos.
 
O Grupo Inconfidência estará sempre solidário a Bolsonaro em sua meta de conduzir o País a um futuro digno.
 
 
Contem conosco!
 
Reynaldo De Biasi Silva Rocha – Coronel Reformado do Exército
Presidente do Grupo Inconfidência 

 

Mais por este Autor:
Artigos Relacionados: