O ato vil do STF e a postura do Governo e do cidadão

* Reynaldo De Biasi Silva Rocha

Com um misto de revolta e asco, assistimos ao ato final do STF, que decidiu revogar a prisão decorrente da 2ª Instância.

É doloroso constatar como um pequeno grupo de indivíduos, com alta responsabilidade perante a população, cause tanto mal ao buscar, com determinação, soluções que prejudiquem o País, tão necessitado agora de ânimo após os desastrosos governos de Lula e Dilma, empenhados estes unicamente na destruição da sociedade em nome da maligna ideologia comunista.

Felizmente, temos na direção da Nação um conjunto de pessoas sérias, honestas, capacitadas, patriotas e totalmente comprometidas com o bem do Brasil.

A vida constitui-se de vitórias e derrotas, e apresenta obstáculos de vulto a serem transpostos.

Cabe a nós levantar a cabeça e enfrentá-los com fé e coragem, unidos pelo ideal de auxiliar a conduzir a Pátria a caminhos esperançosos, na qual vivamos com felicidade e orgulho de sermos brasileiros.

E vamos conseguir tal propósito, tendo em mente que o sucesso desta cruzada depende do esforço de todos nós. A GRANDE AÇÃO A EMPREENDERMOS NO MOMENTO, COM PERSISTÊNCIA, É PRESSIONAR O CONGRESSO A APROVAR A “PEC DA 2ª INSTÂNCIA”, QUE MANTERÁ A CITADA PRISÃO.

As lembranças do ser humano se dissolvem rapidamente – quem se lembra que neste ano, o Brasil seria transformado por Lula em uma Venezuela e que em nossa bandeira seria fixado o odioso símbolo da foice e do martelo?

Felizmente, nossa caminhada, apesar de difícil, está sendo feita sob o acompanhamento de gente de bem, que com muito valor quer nos guiar para um futuro seguro e livre do perigo.

Peço, pois, que confiem na competência e no exemplo de nosso Presidente, que esforça-se em atingir os grandes objetivos em benefício do povo sob a proteção de Deus, Ser Supremo sempre presente em suas palavras.

Presidente do Grupo Inconfidência

Mais por este Autor:
Artigos Relacionados: