Tiradentes

*Adalberto Guimarães Menezes

Alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, Protomártir da Independência e Patrono de todas as Polícias Civis e Militares do Brasil. Ele foi batizado no dia 12 de novembro de 1746, e como foi também o Arauto da Liberdade, isto é, o inconfidente que mais propagou a soberania do Brasil. Os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro declararam em Lei que todo dia 12 de novembro seja considerado o Dia da Liberdade. A data exata de seu nascimento não é conhecida. Muitos brasileiros morreram pela nossa independência, mas ele foi o primeiro a doar seu sangue pela criação de uma pátria.

Tiradentes foi o personagem mais importante da Inconfidência Mineira e, é preciso ficar bem claro que esse movimento foi o primeiro cuja finalidade principal era lutar pela soberania do Brasil. Ele jamais denunciou nenhum dos companheiros e era por todos eles considerado, não o chefe, mas o conjurado com mais qualidades e virtudes dentre todos eles.


PALAVRAS DE TIRADENTES

"Foi percorrendo as montanhas de Minas, conhecendo as suas riquezas, que passei a desejar a sua liberdade e resolvi me dedicar por inteiro a esse trabalho.

ooo

Havendo armas e gente, nós, entrincheirados atrás das serras, resistiremos eternamente.

ooo

A Nova República que se estabelecesse deveria ter bandeira, que como a de Portugal tinha nas suas por armas as cinco chagas, deviam as da nova República ter um triângulo,
significando as três pessoas da Santíssima Trindade.

ooo

Sempre disse aos Ministros, quando por inúmeras vezes fui ante o tribunal, que em mim só fizessem justiça. Não quero levar atrás de mim tantos infelizes.

ooo

Parece que não há mais homens nestas Minas, somente uns vis comodistas. Se eu não encontrar quem me ajude, hei de armar uma meada tal que em dez, vinte ou cem anos se não há de desembaraçar.

ooo

Tudo é uma quimera. Não sou pessoa que tenha figura, nem valimento, nem riqueza, para poder persuadir um povo tão grande a semelhante coisa.

ooo

Desejaria ter mais dez vidas e podê-las dar por todos eles. Se Deus me ouvira, eu só morreria, e não eles."

 

* Coronel, Historiador, membro do IHG/MG

 

Mais por este Autor:
Artigos Relacionados: